sábado, 4 de maio de 2013

Fraqueza

«...então a dor tomou conta de mim mais uma vez. Eu, ali, com o telefone na mão, ouvindo palavras que juntas tinha um poder assustador de mim ferir. Eu percorria o quarto com o olhar, minhas pernas eram incapazes de se comportar, meu olhos eram como uma fonte, no meio de tanto silêncio ensurdecedor era possível ouvir o meu coração partindo-se lentamente. (...) 


(...) tua voz que há muito havia me confortado agora acabava com um sonho bonito (...)

Se a vida me der dez motivos para chorar eu lhe darei onze e sorrirei para ela, se o mundo me derrubar eu levantarei e recuperarei e agradecerei pelo tombo. Só, então passarei a ser forte e não temer a dor.

(...) mas quando chegas, força?»

Camila Savi

Sem comentários:

Enviar um comentário