domingo, 4 de março de 2012

Abraças-me?


Sim! Sim foi eu, foi eu que Te dei o abraço da despedida, foi eu que me afastei de Ti, foi eu que procurei mas não encontrei, foi eu que não consegui perdoar, foi eu ... Foi eu que fugi de Ti.

Há uma frase que estou sempre a dizer « Só damos valor ás coisas importantes quando as perdemos»... mas agora, sempre Te dei valor o que aconteceu? Onde estás? Continuas de abraços abertos para mim? Tu amas-me? Valeu a pena tudo isto?
A Ti quero me entregar, a Ti quero me dar, sei que só escolhes o melhor para mim, mas será que sou capaz? Sinto-me fraca, sinto-me a cair, sinto-me triste, sinto-me por vezes sozinha, vazia o Teu silêncio. Será isso que me queres mostrar? O silêncio, o vazio? A dúvida deixa-nos mais fortes, mas a tua ausência entristece-me. Não consigo perceber, o motivo de tanto silêncio. Se isto é a Tua vontade que se faça, mas ajuda-me, mostra-me qual o caminho, qual os gestos, quais as palavras, quais as atitudes... Abraça-me Senhor! Quero sentir-me protegida, quero Te encontrar novamente, quero amar-Te sobre todas as coisas. Preciso de Ti, as pessoas à minha volta precisam de Ti, o Mundo precisa de Ti. Ajuda-me a ser aquilo que Tu queres.

Abraças-me?

Sem comentários:

Enviar um comentário