terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Apenas isso.

Sou apenas um caminhante

Que perdeu o medo de se perder

Estou certo de que sou imperfeito

Podem chamar-me louco

Podem gozar das minhas ideias

Não importa!

O que importa é que sou um caminhante

Que vende sonhos aos transeuntes

Não tenho bússola nem agenda

Não tenho nada, mas tenho tudo

Sou apenas um caminhante

À procura de mim mesmo.


O vendedor de sonhos - Augusto Cury

Sem comentários:

Enviar um comentário